• contato@autismos.com.br

Você é um bom pai?

Você é um bom pai?

Todos os pais de autistas têm momentos em que se indagam sobre o que estão fazendo. Chega uma hora em que eles questionam a si mesmos se estão sendo um “bom pai”. Acredito que o mesmo já deve ter acontecido com você. Deixe-me fazer algumas perguntas que podem lhe ajudar a tirar essa dúvida:
Você está agindo por amor?
Você está tentando fazer seu melhor?
Você avalia a coisas que está fazendo?
Você procura conselhos e tenta aprender mais para melhorar o apoio?
Você está preocupado em ser um bom pai/mãe? .
Responder sim para essas perguntas faz de você um bom pai!
.
Isso significa que você sempre toma a decisão certa, nunca fica frustrado com seu filho, nunca se sente culpado por querer ficar algum tempo sozinho, ou ter outras pessoas concordando com você? Não!
Você nem sempre vai tomar as decisões certas – ninguém o fará. Raramente, porém, as decisões momentâneas que você toma terão efeitos drásticos ou de longo prazo em seu filho. Agora, se você fosse um “mau pai”, você:
Em primeiro lugar, não estaria lendo este post;
Raramente questionaria o que está fazendo;
Raramente se sentiria culpado pelo que fez;
Raramente procuraria conselhos;
Raramente iria se preocupar se você está sendo um “bom pai”. .
O fato de que você está aqui lendo esse post já é a prova de que está sendo um bom pai!
Respire fundo, segure as mãos um do outro, ria e chore um com o outro, e acredite que todos vocês são pessoas especiais e pais amorosos.

 

autismos