• contato@autismos.com.br

Arquivo da tag #ensino #informação #inclusão # autismo

Depoimento de Jennifer Sório

Depoimento de Jennifer Sório, dona de casa, mãe de Ian Sório de 8 anos, síndrome X Frágil e autista.

Ser mãe transformou minha vida, antes mesmo de receber os diagnósticos.

Simplesmente ser mãe.

Meu Ian é portador da Síndrome do X Frágil e autista.

Descobrimos a síndrome antes do autismo, por já conviver a síndrome desde criança, por ser hereditária, tenho vários casos na minha família. Não foi uma surpresa, mas foi e é um desafio.

Fechamos o diagnóstico da síndrome quando o Ian tinha dois anos e meio, e o autismo descobrimos com cinco anos.

Posso pontuar aqui que aprendi e aprendo as melhores lições.

A falta de comunicação por dificuldade na fala dele, me ensinou a ler pensamentos e prestar muita atenção nos detalhes.

Os atrasos de desenvolvimento me ensinam a ser perseverante e amar a sensação de superação que só conheci depois dele.

Preciso ‘’roubar’’ mais abraços e beijos, e aprendi que é melhor dar do que recebê-los de volta, mas quando recebo, são os melhores:

com toda a sinceridade que só quem é mãe de autista conhece (rs).

Aliás a sinceridade, espontaneidade e transparência dele é algo que me encanta.

Nossas lutas são diárias, não é um conto de fadas ser mãe atípica, nem quero pintar o quadro, mas procuro focar o que aprendo nesses desafios.

Só quem vive sabe, e só quem tem essa realidade aprende.

Por isso não cobro compreensão de quem está de fora.

Procuro ensinar quem quer aceitar a inclusão, a como lidar, como solucionar a crise de gritos, crise de agressividade, crises de endurecer o corpo, seletividade, esgotamentos com barulhos, toques… e disso tiro mais uma lição que aprendi: a paciência.

Tem sido uma grande alegria, mesmo com as tristezas que vêm no pacote. E sempre digo, a vida é isso, com deficiência ou sem, coisas boas têm partes ruins também, e coisas ruins têm partes boas, ou seja, a vida é esse equilíbrio.

Espero que vocês que estão lendo aprendam a tirarem o melhor do pior, e lidar com o pior que vem junto com o melhor. Esse paradoxo nos torna eterno aprendizes, e nós temos belos professores, nossos filhos.

Nos sigam nas redes sociais: youtube.com/diariodeumxfragil – instagram: @diariodeumxfragill – facebook: diariodeumxfragil – twitter: diariod1xfragil

Profissão : Mãe/ dona de casa

Lilian Maria Rieg da Silva – psicopedagoga e professora de apoio

Minha experiência como professora de apoio de Victor, 16 anos de idade, autista não verbal, aluno do 2º ano ensino médio e com grandes desafios no dia a dia.
No início do ano letivo, primeiros dias de aula, Victor  observava tudo  e sempre me olhava com semblante sério e desconfiado.
Com o passar dos dias, consegui conquistar a confiança de Victor e assim iniciou uma parceria de respeito que perdurou durante todo ano letivo.
Conhecer o aluno, reconhecer suas expressões para atender suas vontades, afinal, nem sempre estamos a fim de algo, respeitar o momento do aluno é fundamental.
Sabemos que a adolescência é um momento de grandes transformações, hormônios, mudanças no corpo, mudança de comportamento e de atitudes.
Muitas vezes me coloquei no lugar do Victor para tentar entender e compreender o momento dele:
“O que faremos hoje? Quais são seus interesses, o quanto você está motivado para realizar as atividades propostas pelos professores regentes? ”
A autonomia dada ao Victor, fez com que ele demonstrasse seus interesses sem medo de ser repudiado.
Vê-lo chegando ao colégio todas as manhãs feliz, querendo aprender mais e mais me motivava a explorar um mundo possibilidades para enriquecer sua aprendizagem. Estabelecemos um vínculo que trouxe inúmeros avanços que Victor levará em sua vida.
Foi um ano de superação e de grandes conquistas.
Sou grata pelos momentos e pelos ensinamentos que tivemos.
Lilian Maria Rieg da Silva.
Psicopedagoga e professora de apoio.

Curso Livre Gratuito – TEA

Uniasselvi e Grupo de apoio Educacional autismoS ofertam curso livre gratuito sobre Autismo
Com o objetivo de informar e sensibilizar a comunidade sobre o Transtorno do Espectro Autista – TEA, a UNIASSELVI está ofertando, gratuitamente, um curso livre sobre o tema. Este curso é composto por quatro etapas que envolvem temas como conceitos históricos e socioculturais, classificações e terminologias, causas e diagnósticos do transtorno, assim como as particularidades das relações familiares e socioafetivas do autista.
O acesso ao curso é feito pelo site da Jornada de Integração Acadêmica – JOIA (https://joia.uniasselvi.com.br/principal.php), com certificação digital de 40 horas.
Acessos:
COMUNIDADE: a comunidade em geral pode fazer o curso acessando o site da JOIA e clicando em LOGIN > Comunidade > Não possuo cadastro. Faça seu login e senha de acesso e depois disso, clique em “Minicursos”. Veja o tutorial anexo.
– ACADÊMICO: o acesso pode ser feito tanto pelo portal da JOIA como pelo seu Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA, no menu “Cursos Livres”.
– EGRESSO DA UNIASSELVI: se você já foi acadêmico da UNIASSELVI, seu acesso será como “Egresso”, ou seja, entre no site da UNIASSELVI (www.uniasselvi.com.br) e clicar em Graduação > Serviços > Portal do Egresso. Primeiramente, deverá responder ao Questionário do Egresso, para então ter acesso ao curso livre desejado.
– ALUNO DA PÓS-GRADUAÇÃO EAD: o acesso ao curso será feito pelo próprio portal de aluno da Pós, em “Cursos Livres”.
Atenciosamente,
Grupo de Apoio Educacional AutismoS