• contato@autismos.com.br

Idosos autistas – texto Fátima de Kwant

Idosos autistas – texto Fátima de Kwant

“IDOSOS AUTISTAS

Essa noite eu tive um sonho. Um homem de idade me seguia. Onde eu ia, lá ele estava. Já preocupada com o “stalker”, eu ia fugir quando ele disse: “Me ajuda. Eu sou autista.” O sonho mexeu comigo. Se é alguma premonição, ou aviso, não sei. Mexeu porque me lembrou que não falo sobre eles, os autistas da terceira idade, as crianças autistas dos anos 30/40; os adolescentes dos anos 40/50; os jovens adultos dos anos 60… os idosos. 

ONDE ESTÃO AGORA? 

Onde vivem as pessoas que passaram décadas sem diagnóstico? Os chamados esquizofrênicos (naquele tempo era comum confundir autismo com esquizofrenia), os “doentes mentais (autismo também era confundido com doença mental), os estranhos da vida, os loucos, os gênios que nunca chegaram à faculdade… Como é triste pensar que não tiveram chances. Como é triste não saber onde estão. 

Se você encontrar uma pessoa idosa que não pareça normal, não julgue; cogite se ela pode ser autista. Pode ser um mendigo, um prisioneiro (muitos viveram e morreram em prisões), em manicômios. Eles também são filhos de Deus. 

Hoje, meu carinho e minhas preces vão para os velhinhos e velhinhas autistas que não usufruíram dos tratamentos e possibilidades que temos hoje. 

Deus os abençoe, onde quer que estejam 🙏🏼🌹❤️

 

Fatima de Kwant

Jornalista

Especialista em Autismo & Desenvolvimento e Autismo & Comunicação

Ativista Internacional pela Autismo www.autimates.comwww.facebook.com/AutimatesBrasil

@fatimadekwantautismo

 

autismos