• contato@autismos.com.br

Depoimento 13 – Victor Mendonça, autista, jornalista, escritor ( Autismo e Diagnóstico: Esperança?

Depoimento 13 – Victor Mendonça, autista, jornalista, escritor ( Autismo e Diagnóstico: Esperança?

Autismo e Diagnóstico: Esperança?
Eis que, às voltas com a documentação para o Mestrado, encontro uma avaliação neuropsicológica de quando eu tinha 11 anos e estava em processo de diagnóstico de autismo.
Não consegui conter as lágrimas. A impressão que me dá lendo o que estava escrito ali era de que eu era a pior pessoa do mundo. Os prognósticos eram desesperadores e jamais apontariam que eu seria ao menos parte do que sou hoje, no que se refere ao convívio social.
Passaram-se 11 anos desde então e, hoje, tenho profundo orgulho da pessoa que me tornei e sei que quem convive comigo também.
Um filme daquela época me passa pela cabeça, e a sensação não é nada agradável.
Apesar de estar muito mexido e ter, num primeiro momento, desejado guardar esse sentimento comigo, resolvi dividir com as pessoas que me seguem – principalmente pais e mães de autistas que vivem situações semelhantes com as que eu passei.
Quando eu digo que existe esperança, não é um discurso.
Todos temos luz e sombra. A gente muda, se transforma, se aprimora e revela o melhor que a nossa identidade neurodivergente pode proporcionar. O ambiente é muito importante nesse aspecto.
Continuo autista, e isso não é um mal ou bem em si, mas traz, inevitavelmente, impactos em minha vida, tanto negativos quanto positivos. Estar no espectro, na atual conjuntura da sociedade em que vivemos, marcada pela exclusão e o estigma, nos obriga a sermos resistência, a “transformar o veneno em remédio” (como diria o buda Nichiren Daishonin) diariamente.
Hoje, aos 22 anos, me orgulho de ser o Victor Mendonça, autista, jornalista, escritor, budista, filho, amigo e por aí vai.
Volto a citar Nichiren Daishonin: “O inverno nunca falha em se tornar primavera.”
E acrescento que muitas vezes não percebemos o real valor dos seres humanos – todos únicos, com potencial singular – escondido no frio rigoroso do inverno.
Victor Mendonça é jornalista, escritor, radialista, palestrante, youtuber e crítico de cinema. É autor dos livros “Outro Olhar”, “Danielle, Asperger”, “Neurodivergentes” e “Entre Fadas e Bruxos” e coautor de “Dez Anos Depois.” Foi diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista (TEA) aos 11 anos. Mantém o portal “Mundo Asperger”.
autismos