• contato@autismos.com.br

Crescer sem Diagnóstico – Naty Souza

Crescer sem Diagnóstico – Naty Souza

Crescer sem diagnóstico
Muitas vezes somos levados ao extremo de tantas dores, crescer autista sem entender nada de mim mesmo foi como cair em uma buraco negro no espaço.
Eu vivia perdida sem entender o porquê tudo em mim não tinha respostas e por que todas as minhas perguntas não eram respondidas de forma lógica.
Que eram estas pessoas? Quem era esta família? Que mundo era este que eu caí? Por que estou aqui?
Eram as perguntas que eu me fazia todos os dias.
Somente um autista vai entender minha dor, minhas questões e minha solidão.
Nem mãe, nem pai, nem médico, nem o mais especialista sobre autismo vai poder ir no mais profundo de tudo que há em mim, pois uma mente neurotípica sempre terá a visão baseada no seu universo típico.
Somos pertencentes ao mesmo planeta, espaço, cosmo, mas autistas e neurótipicos  são mentes que se expandem em universos paralelos.
Crescer sem saber do autismo foi como seguir sem bússola, sem mapa, sem setas, sem caminho…
Claro que adoeci, tive depressão e tentei suicídio. Pois, alguém consegue seguir sem rumo? Sem norte? Sem rota?

É como viver perdido mas tentando chegar a um lugar.

Naty Souza, 33 anos, escritora e autista.

autismos