Sabemos que a adolescência é um momento marcado por diversos acontecimentos, hormônios, mudanças no corpo, mudanças de comportamento, mudanças de pensamentos e atitudes.. mudanças!

O autismo na adolescência diferente da fase infantil tem muitos desdobramentos que hoje ainda não conhecemos, não discutimos tanto quanto deveríamos e principalmente não vivenciamos tanto. E a tal da inclusão? Cadê ela e os adolescentes? Para nós profissionais ainda é muito pouco discutido sobre a atuação com adolescentes dentro do Espectro o que por muitas vezes dificulta o planejamento terapêutico… o que deve conter no meu planejamento? O que ele precisa hoje? Quais são os interesses dele hoje? O que ele quer e o que a família quer são a mesma coisa? Ás vezes nem sempre…

Resolvi então mais uma vez ser diferente e deixar eles assumirem o barco e me mostrarem o caminho, me despi da “capa de profissional” e passei pra eles o controle… ME ENSINEM, eu QUERO aprender! Durante nosso ano, trabalhamos questões ligadas a comunicação mas focando sempre nas necessidades de adolescentes, gostos pessoais, gírias, expressões, habilidades sociais, autoestima e segurança. Afinal a insegurança bate forte quando somos adolescentes, quando somos diferentes então…

Ontem fomos comemorar nosso lindo ano juntos, quantos ganhos tivemos nesse ano, ainda temos muito a conquistar mas de uma coisa eu tenho certeza, nós 3 estamos muito felizes de ter nos encontrado nessa vida, porquê juntos somos mais fortes!

Ana Maria Philips – fonoaudióloga